Sabe aquela frase bem brega que diz “amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito”? Pois é… só em letra de música mesmo, porque na vida real o buraco é bem mais embaixo. Uns da até vontade de dar um tiro na cabeça.

Vou compartilhar uma coisa pessoal com vcs que está engasgada na minha garganta há alguns dias e quero saber a opinião de vcs. Na minha cabeça, amigo é aquele que fala a real, que não mede palavras porque quer ver vc crescer, e não fica passando a mão na cabeça. Pra isso já existe a figura do pai e da mãe certo?

Pois é, aparentemente o meu conceito de amizade está errado. Vou contar pra vcs…

Conheci o FRED (vou chamar ele assim pra não expor ninguém ok!?) por meio de amigos em comum. Ele sempre foi um cara muito fechado e tímido. Trabalhou em uma multinacional em um cargo alto durante muito tempo. Ganhou grana, ficou conhecido no mercado mas por não querer fazer parte do “esquema” da empresa, foi mandado embora.

Ganhou uma bolada da empresa e começou a viver como um playboy. Mas anos foram passando, a grana foi acabando e a deprê começou a bater. Mas daquelas pesadas mesmo sabe? Aí nessa hora que os amigos tem que ajudar. Foi exatamente o que eu fiz.

Ele começou a tentar montar um negócio do zero e eu me disponibilizei a ajudar. Dando conselhos sobre o site, redes sociais, indicando clientes, abrindo portas até que o negócio começou a ficar um pouco conhecido dentro do próprio mercado (embora ainda não desse dinheiro).

Eu pareço uma pessoa legal né? Não aos olhos do FRED. Talvez pelo fato de ele não estar conseguindo chegar onde quer, ele precisa diminuir todas as pessoas ao seu redor.

Resumindo a história, em uma das nossas conversas ele pediu pra eu dar minha opinião sobre o negócio, sobre ele e porquê que a vida dele não estava indo pra frente. Eu dei minha opinião de amigo, tentando ajudar ele a ser uma pessoa melhor. Mas o que eu ouço de volta são críticas a minha pessoa. Que sou egoísta por não ter feito X,Y,Z. Mas se eu tivesse todas as respostas pras perguntas, estaria rico e sócio da Microsoft. Não é o caso.

É muito nítido que ele tem problemas e que provavelmente está com dívidas no banco. Percebo isso pois os produtos da empresa dele são caros. Como ele está desempregado há quase 2 anos sem fonte de renda, não sei de onde ele tira recursos pra investir.

Eu e outros amigos fomos bloqueados das redes sociais dele. Chegamos a conversar esses dias sobre a situação e chegamos a conclusão que ele tem uma doença psicológica (que não vou revelar o nome) mas é como se fosse um autismo leve para adultos que atrapalha a interação e convívio com as pessoas. Pessoas muito inteligentes possuem essa doença, o que é mais difícil ainda reconhecer a necessidade de ajuda e buscar tratamento.

Isso é muito triste pois perdi um amigo pela incapacidade DELE de lidar com crítica. Acho que no fundo nunca fui amigo pois quando indicava clientes e dava conselhos, tudo corria bem, agora quando apontei os erros e disse que precisavam ser corrigidos pra crescer, fui bloqueado.

Gostaria de poder ajudar o FRED, mas acho que ele se sente muito superior em relação aos outros. Talvez nunca busque por ajuda ou aceite sua doença, mesmo que os pais venham a dizer isso pra ele.

T.

Tonanni

 

Curtiu

Tonanni

Oi pessoal,

Estou escrevendo pra compartilhar algumas coisas que estão passando pela minha cabeça agora.

A minha geração, que nasceu no final dos anos 80 tem a tendência de ser muito imediatista… provavelmente se você nasceu nos anos 90 tem essa característica mais marcada ainda!

Somado a loucura do trabalho e do dia-a-dia, a gente leva a vida no automático e não acaba parando pra pensar na nossa vida, nas nossas escolhas e o rumo que ela está tomando.

Resolvi escrever esse post na verdade pra falar um pouco sobre isso. Estou parando de seguir minha vida no automático e percebendo ela como alguém que está do lado de fora. Estou começando a fazer escolhas diferentes, priorizar amizades e dizer mais não’s do que sim’s.

Nesse fds fui pra Lions na festa TO Q TO e percebi como eu acho uma canseira ir pra balada. Fazia muito tempo que não saia e voltava pra casa tipo 6 da manhã e lembrei o porquê de eu não fazer mais isso… No domingo acabo acordando super tarde, com dor de cabeça e com muito menos dinheiro (afinal valet + bebida + balada sai no mínimo uns 100,00 pra começar a noite), sem contar das pessoas ficarem mexendo com vc na balada, ou eu to ficando velho ou não tenho saco pra isso mesmo!

Gosto muito mais de beber em casa com os amigos, depois ir pra algum bar legal com a turma, acordar no dia seguinte e ir pro parque do ibirapuera andar, correr e tal… Talvez eu esteja lendo muitos blogs fitness e entrando nessa onda (o que é uma coisa boa) mas estou percebendo que ultimamente tenho escolhido muito bem os programas que quero fazer e com quem quero fazer.

Acho que isso é uma questão de dar mais valor pra vida que vc leva e também começar a perceber até que ponto as amizades são verdadeiras ou se são por interesse. Confesso que ainda não consigo identificar muito isso pois tenho um coração imenso e já me deixei levar pelo sentimento, quando deveria ter ouvido o conselho de amigos mais próximos.

É isso! Queria compartilhar um pouco dessa minha “transição” com vcs e dizer que isso está me fazendo muito bem, sinto que acabou a fase da folia e estou focando em construir coisas que vão garantir meu futuro. Como escolhi também levar uma vida mais saudável, sair pra balada e voltar de madrugada tem sido a última das minhas prioridades. Só vou ter que abrir mão na próxima festa da Javalli, que o dono da festa veio falar comigo na Lions e pediu pra eu aparecer por lá… fiquei feliz com o convite dele, principalmente pq a festa bomba e ele fez questão de me ver lá, não vou dar uma de paulista loko e falar “a gente se vê lá” e depois sumir né?!

Vcs tbm já passaram ou estão passando por essa fase tbm? Me manda um comentário no post pra eu não me sentir estranho ou “velho” hehehe, chegar perto dos 30 ta sendo um pouco tenso! hehe

Abs

T

Curtiu
Tonanni
ser um gentleman cavalheiro

Ser um gentleman vai muito além de abrir a porta do carro ou segurar o guarda-chuva. Nos dias de hoje, muita coisa mudou mas muitos dos princípios básicos de convivência continuam os mesmos.

Fiz uma lista de comportamentos que eu acho indispensáveis pro homem moderno. Todo mundo sabe as dicas mas nem sempre a gente coloca em prática. Confira!

ser um gentleman cavalheiro

Parece básico, mas muita gente ignora essas pequenas atitudes que fazem toda a diferença. Ninguém tem a obrigação de abrir a porta pra vc e vc também não precisa dar o seu lugar na fila pra alguém que esteja com pressa. Mas ao pedir com educação, você ganha a simpatia da pessoa e pode ter certeza que será retribuído de alguma forma pelo Universo.

 

ser um gentleman cavalheiro

Focar no trabalho, além de garantir o seu sustento faz com que vc esteja focado naquilo que realmente vai te trazer resultado na vida. Se o seu foco é ganhar uma promoção, vai lá e seja promovido. Não perca o foco e principalmente não ache está competindo com todo mundo. O único adversário na sua vida é vc mesmo. Cada um tem a sua história e suas conquistas. Uns tem mais oportunidades que os outros, mas se vc não foi aquele cara que nasceu com o bum bum virado pra lua, mude o curso da sua história. Muitas vezes essas pessoas com oportunidades são bem mais acomodadas que os lutadores.

 

ser um gentleman cavalheiro Já comentei sobre o “por favor” e “obrigado”. Isso se aplica a qualquer pessoa. Agora o seu comportamento vai definir a pessoa que vc é. Tratar um subordinado de igual pra igual é uma das atitudes que vemos raramente nos dias de hoje mas que fazem total diferença. Sabe aquela recepcionista que vc foi grosso pq te deixou esperando? Pode ter certeza que na próxima vez, ela vai fazer pior! Sabe aquela ligação que vc faz pra cancelar o seu cartão de crédito? O atendente pode ser seu brother ou o capeta em pessoa! Gentiliza gera gentileza, lembre-se disso.

 

 ser um gentleman cavalheiro

Acho que não preciso falar muito sobre isso né?! hehehe. A velhice chega pra todo mundo e vc vai ser tratado no futuro, exatamente da mesma maneira que trata os outros. Aquele assento do metrô foi destinado a um deficiente físico? Então não senta! Mesmo que nenhuma pessoa nessa situação esteja no metrô, não é legal. Aproveita que vc é saudável e brinca de pole dance.

 

ser um gentleman cavalheiro

Se você vai fechar um negócio, conhecer uma pessoa ou cumprimentar um conhecido, saiba que ela vai te ler por completo por 5 segundos e tirar conclusões sobre vc. O aperto de mão é uma boa chance de vc provar que é uma pessoa segura caso ela tenha te lido de forma errada. Não existe segunda chance pra causar uma primeira boa impressão! 

 

ser um gentleman cavalheiro

Credibilidade leva anos pra ser construída e segundos pra ser destruída. Seus relacionamentos e negócios dependem daquilo que vc promete. Eu não gostaria de ser lembrado como o cara que paga atrasado ou que dá bolo em reunião. E pode ter certeza que as pessoas ficam sabendo de tudo que vc faz e principalmente o que vc não faz! Então é melhor falar que não vai conseguir cumprir o combinado, do que dar pra trás e sair como mentiroso ou irresponsável. E cuidado com horários! Seja pontual. Mesmo estando no Brasil, onde vale aqueles 15 minutinhos de atraso, eu sou do tipo que não acho legal ficar esperando horas e horas e imagino que nem vc! :-]

 

ser um gentleman cavalheiro

Todo mundo é igual a todo mundo. Portanto trate a Dilma da mesma forma que vc trata sua namorada, sua mãe e suas amigas. Vc coloca um tapete vermelho pra sua amiga passar? Imagino que não! Então não precisa colocar pra Dilma também! haha! Puxar o saco não é legal e da pra perceber. O mesmo vale pra timidez. Não precisa ficar com medo da Dilma, olha no olho dela que ela vai te respeitar igualmente (mas que exemplo eu fui pegar hein!?)

 

ser um gentleman cavalheiro

Não precisa ir na manicure ou agendar hidratação! Mas a maneira como vc se cuida é a maneira como vc se mostra pros outros. Dizem que a gente conhece a higiene de uma pessoa se as unhas do pé estão cortadas em dia. Meio bizarro né? Não estou falando de estilo, estou falando de higiene.

 

ser um gentleman cavalheiro

Você não conhece a história dos outros e não sabe a importância que certos assuntos tem pra elas. Portanto julgar com base na sua história, não faz sentido. Ser um homem sensível não é ser gay, mas é ser compreensível e se colocar no lugar da pessoa sem julgar.

 

Gentleman10

Lembra do que eu falei sobre o foco no trabalho? Pois é, conheça muito bem as pessoas que falam por trás, pois assim que vc for embora, vai ser a próxima vítima! Enquanto elas perdem tempo falando da vida dos outros, vc está construindo a sua vida e sendo incrível! Como diz uma amiga minha “minha vida é muito ocupada pra falar da vida dos outros”. Boa né?! 

 

ser um gentleman cavalheiro

Na hora de uma briga ou discussão, se perceber que a conversa não está indo pra um bom caminho, é melhor ficar em silêncio. Use isso como estratégia. Não vale a pena impor a sua razão se a pessoa for incapaz de assimiliar. Portanto não perca seu tempo tentando convencer alguém que não está disposto a dialogar. Até porque quem grita, perde a razão.

 

ser um gentleman cavalheiro

Um homem de verdade não tem medo de falar o que sente. Um homem de verdade assume que está apaixonado e que não consegue viver sem a pessoa. Quem quer jogar jogo vai pra Las Vegas! Num relacionamento o que vale é a sinceridade. Só sendo verdadeiro vc vai conseguir que a pessoa se apaixone realmente por vc. Ser outra pessoa pra agradar, vai cair a máscara e desmoronar tudo. Homem de verdade ama e faz tudo pela pessoa. Tem gente que acha cafona dar um buquê de rosas, acha que é clichê. Mas te garanto meu amigo, se vc não der, tem outro que dá!

Tonanni
Se inscreva no mailing!
Seja convidado pra eventos e receba atualizações!