Perfume Encontro Namorar

 

Resolvi perguntar às mulheres (e alguns gays) quais perfumes elas gostariam de sentir num homem ao encontrá-lo pela primeira vez. Confesso que me surpreendi com muitas sugestões, mas que ao mesmo tempo confirmaram a minha tese de que perfumes doces têm sempre um ar de sensualidade. As mina pira.

Entre as sugestões recebidas – e que ficarão de fora deste TOP 5 por já terem sido resenhadas – estão: Joop Homme (um oriental fougère floral bem polarizante), Paco Rabanne 1 Million (um amadeirado especiado ambarado com cheiro de chiclete), YSL La Nuit de L’Homme (um amadeirado alavandado especiado bem sexy), Guerlain Habit Rouge (um oriental amadeirado cítrico multifacetado) e Dior Homme (um amadeirado aromático atalcado pelo qual me apaixonei). 

Allure Chanel

Allure (Chanel)

Um dos últimos grandes perfumes lançados no milênio passado, Allure apresenta várias camadas, que vão revelando dezenas de notas uma a uma, como um espetáculo de atos bem definidos. No geral, é um perfume oriental amadeirado com um toque cítrico, mas quase um gourmand por conta das notas de tonka, coco, baunilha, benjoim, pêssego e âmbar. Também tem notas florais (rosa, jasmim, gardênia, frésia), amadeiradas (vetiver, cedro, sândalo, musgo, jacarandá, patchouli) e especiadas (anis, pimenta, gengibre), além de lavanda e couro.

 

 

Perfume Cartier

Declaration d’un Soir (Cartier)

Eu já falei aqui do Declaration tradicional dentro do TOP 5 de perfumes chiques. Com a mudança de seu criador Jean-Claude Ellena da casa Cartier para a Hermès, a perfumista Mathilde Laurent ficou incumbida de fazer uma variação romântica do Declaration, sem prejudicar a essência “cardamômica” do original. O resultado é espetacular: uma nota de rosa passou a predominar na fórmula, fazendo cumprir sua intenção: acelerar os corações, incentivando os homens a se expressarem. Fato.

Hommage Lalique

Hommage à l’Homme (Lalique)

A lendária fábrica de cristais Lalique esteve desde sempre ligada ao mundo da perfumaria e vem sempre se atualizando, lançando perfumes modernos e originais. O frasco é uma obra-de-arte que sozinho já vale o preço, mas o conteúdo não fica para trás. É uma fragrância incomum, com notas de violeta (aspecto atalcado) e folhas de violeta (aspecto verde) misturadas a oud (aquela madeira com odor medicinal e narcótico), tonka e especiarias. O lado floral de Hommage transmite um ar romântico, enquanto o lado adocicado e especiado dá aquele ar necessário de malandragem para um encontro.

 

 

Fuel Diesel

Fuel for Life (Diesel)

A melhor opção da marca Diesel, Fuel for Life é capaz de seduzir as mocinhas com sua nota “fantasia” de morango. Digo fantasia porque é praticamente impossível (ou inviável) transportar o aroma do morango natural para uma fragrância, mas há meios de criá-lo sinteticamente. O segredo de Fuel for Life é que, por trás desse morango, está o acorde principal do clássico Brut de Fabergé: cumarina, lavanda e anis. Este é um daqueles perfumes modernos que foram inspirados num clássico e que encontraram seu espaço com dignidade.

 

 

Animale Perfume

Animale Animale

Eu não podia deixar de perguntar àqueles que dominam a técnica da sedução em nível profissional: os garotos de programa. Lá no Parque Trianon eles me revelaram sua receita secreta: Animale Animale. Um perfume barato e eficiente, amado por homens e mulheres. Eu o resumiria em três notas: mel, tabaco e abacaxi. Bastante masculino e “seduzante”, traz também lavanda, âmbar, sândalo, limão, almíscar, noz moscada e patchouli. Supere o preconceito: Animale Animale projeta como um animal no cio e fixa como um ursinho de pelúcia.

Para acompanhar os posts todos os dias, curta a fan page do ESTILO T | Blog de Moda Masculina

Daniel Barros

Perfumes

 

Esqueça a pílula azul. Perfumes com notas condimentadas podem turbinar a sua performance sexual. Isso é porque as especiarias têm o poder de dilatar os vasos sanguíneos (o que facilita a ereção) quando as consumimos. Imediatamente fazemos a associação de que cheiros picantes são sensuais. Muitos consideram perfumes especiados afrodisíacos – e se o cérebro assim registra, assim serão.

Este artigo é dedicado aos perfumes picantes, ou seja, não basta ter notas condimentadas diluídas em composições predominantemente cítricas, florais ou amadeiradas. Vamos falar daquelas fragrâncias em que notas de cravo-da-índia, canela, pimenta, kümmel, noz moscada, cardamomo, anis, gengibre, coentro, açafrão ou cominho são protagonistas. E não basta terem “spicy” no nome – têm que mostrar a que vieram.

 

 

Jungle Kenzo

Jungle (Kenzo)

Este é um perfume praticamente desconhecido. Seu frasco é um dos mais originais que eu já vi – a tampa tem um pedaço de escova, imitando algum artefato indígena. O conteúdo é bastante agradável, com notas pronunciadas de noz moscada e sândalo, dando um aspecto cremoso à composição. As notas de canela, cardamomo e coentro são coadjuvantes importantes, assim como as notas cítricas. É uma deliciosa fragrância que consegue ser sensual e carinhosa ao mesmo tempo.  

 

 

 Hermes

Voyage (Hermès)

Outro notável frasco, Voyage tem um inventivo formato de pen drive. Cardamomo é o grande protagonista da composição, que leva também notas cítricas, amadeiradas, almiscaradas e especiadas. Infelizmente cardamomo é uma especiaria pouco utilizada na culinária brasileira, então pouco a conhecemos. Seu aroma é bem característico e tem um lado canforado e outro cítrico amargo. Fica excelente em receitas de bolo e biscoitos. Versátil como o nome indica, Voyage é unissex e vai bem em qualquer ocasião.

 

 

 Jaipur

Jaipur (Boucheron)

Da marca joalheira Boucheron, Jaipur (cidade indiana) é carregado de canela, cravo e cardamomo. É mais docinho que os outros perfumes especiados por conta das notas de fava tonka (castanha amanteigada) e benjoim (baunilha terrosa). Para acrescentar ainda mais complexidade, este perfume exala discretas notas florais e cítricas. É uma daquelas fragrâncias feitas à maneira antiga, repletas de camadas que vão se revelando aos poucos. Excelente para o trabalho em dias mais frios.

 

 

B Men 

B*Men (Thierry Mugler)

Um dos diversos filhotes do A*Men, esta fragrância resolveu apelar mesmo para as especiarias. A estrela do frasco do Thierry Mugler é vermelha para mostrar que a pimenta veio para causar. As notas de alcaçuz, anis e patchouli abraçam o coquetel de condimentos de maneira magistral. B*Men é lindamente equilibrado e evolui em três fases: picante na primeira meia hora, picante adocicado depois de duas horas e, finalmente, fresco mentolado na secagem. Excelente opção para a balada.

 

 

LHomme 

L’Homme (YSL)

Por ser ancorado no gengibre, este perfume não tem a mesma ousadia dos demais e, por esse mesmo motivo, é o mais versátil deles. Notas cítricas dão um tom fresco, assim como notas de manjericão e folha de violeta dão um tom aromático. Vetiver e cedro aparecem como notas de fundo que dão textura e sustentam toda a composição. Apesar de eu preferir a versão noturna – o La Nuit de L’Homme – a versão tradicional é perfeita para usar no trabalho, sem temer o levantar de sobrancelhas dos coleguinhas de trabalho.

Outras sugestões para os fãs de perfumes picantes: DSquared2 Potion (canela ambarada), Carolina Herrera 212 (especiado cítrico), Givenchy Xeryus Rouge (pimenta malagueta), Loewe 7 (cravo-da-índia) e YSL Opium (pimenta vanilla).

Para acompanhar os posts todos os dias, curta a fan page do ESTILO T | Blog de Moda Masculina

Daniel Barros
Perfumes

TOP 5 | Eaux de Parfum

20 de junho, 2014

Parfum

 

Tudo começou em meados do século passado, quando a indústria da perfumaria percebeu que ganharia mais dinheiro se fizesse duas versões do mesmo perfume: uma para mulheres e outra para homens. Para justificar essa diferença, resolveu promover o perfume masculino como artigo de higiene – por isso mais leve – enquanto o feminino permaneceria como um artigo de beleza. Como artigo de higiene, não haveria motivo de ser forte e aí surgiu o eau de toilette (concentração de 4-12%), enquanto as mulheres se exibiam com seu eau de parfum (concentração de 12-24%). Atualmente os homens passaram a assumir seus caprichos e começaram a exigir perfumes mais fortes também. Por que só elas podem?

Versace Parfum

Versace Oud Noir

O melhor lançamento masculino de 2013, Oud Noir segue a moda da nota oud – uma madeira de aspecto medicinal. Ao aplicar este perfume, sinto um forte odor de xarope, bem enjoativo. Conhecendo oud de outras fragrâncias, percebo que a casa Versace levou bem a sério a pureza da composição. Meia hora depois o perfume se aquieta e começa a ficar cremoso, docinho, ainda que seco, quase um chocolate picante. Apesar de seu frasco seguir a linha do Versace assinatura, não se assemelha em nada com ele. Ainda bem.

Habit Rouge Parfum

Habit Rouge EDP (Guerlain)

Ao contrário do que muitos pensam, um EDP não se difere de um EDT somente pela concentração. A mudança na concentração afeta a estrutura molecular de uma fragrância, alterando a intensidade e evolução das notas. No caso do Habit Rouge – pai dos orientais masculinos – muitos rejeitam a versão EDT por deixar um rastro de baunilha cítrica e enjoativa na secagem, enquanto a versão EDP tem notas de fundo amadeiradas, atalcadas e aconchegantes. Não deixe o aspecto de “old school” afetar a sua avaliação.

Hanae Mori Parfum

Hanae Mori HM EDP

Este perfume ficou conhecido no Brasil depois que Roberto Justus revelou ser sua fragrância assinatura. Apesar de HM ser vendido como cítrico aromático (lavanda, cassis), eu o considero como um quase floral. A nota escancarada de limão siciliano vai aos poucos dando lugar às flores (íris, jasmim, rosa, lírio) e às notas mais doces (âmbar, sândalo, baunilha, tonka). Acho este perfume perfeito para o trabalho e a versão EDP vai muito bem no inverno, época em que o tempo frio diminui a projeção da fragrância.

Savage Dior

Eau Sauvage Parfum (Dior)

Assim como o Habit Rouge, o clássico Eau Sauvage também é oferecido em duas versões: o clássico EDT e o novíssimo Parfum. Esta última versão traz um acorde resinoso de mirra e vetiver que dá mais corpo à fórmula original, preservando a nota cítrica de bergamota, que lhe é característica. É perfeito para um dia de inverno no escritório, já que a fragrância tem uma vibe de elegância, classe e despretensão. Eau Sauvage, embora criado em 1961, é um dos poucos perfumes da velha guarda que se mantém atual.

La Nuit Parfum

La Nuit de L’Homme Parfum (YSL)

Se você é baladeiro, vai curtir a versão Parfum do La Nuit. Se a fragrância original já era de parar o trânsito, esta aqui vai acabar com a concorrência. A masculinidade da lavanda e do anis une-se à doçura das frutas (ausente na versão tradicional) e da baunilha e à sensualidade das especiarias e do patchouli para criar a receita da atração. Talvez sua complexidade seja seu trunfo: não é doce nem seco, não é masculino nem feminino, mas é ousado e misterioso ao mesmo tempo.

Não são muitos os eaux de parfum (ou parfums) masculinos mas, como a justificativa de se criar uma versão EDP é a própria demanda, os existentes tendem a ser de bons a ótimos. Além dos descritos no Top 5, posso também indicar os seguintes: Armani Acqua Di Gio Essenza, Dior Homme Intense, L’Instant de Guerlain Extrême, Terre d’Hermès, Narciso Rodriguez Musc, DSquared2 Potion, Boucheron, Dior Fahrenheit, Van Cleef & Arpels Midnight in Paris e Prada Amber Intense.

Daniel_Barros

Curtiu

 

Tonanni
12345
Se inscreva no mailing!
Seja convidado pra eventos e receba atualizações!