Perfumes

 

Mitos existem em todos os assuntos da vida. Às vezes são criados por erros de comunicação, às vezes surgem porque a falsa explicação é bastante convincente e cai bem no momento em que é necessária.

No mundo da perfumaria não é diferente e as redes sociais facilitam ainda mais a propagação de ideias anunciadas pelos falsos profetas. Quem paga a conta é você: subaproveita a sua experiência perfumística, perdendo dinheiro, energia e olfato.

Cafe Perfume

O primeiro passo de qualquer experiência olfativa é cheirar e assimilar o cheiro. Nós não somos treinados a desconstruir e identificar mentalmente aromas. Prova disso é a pobreza do nosso vocabulário para descrever um odor. Mas, antes mesmo de considerar adjetivos para uma fragrância, é preciso treinar o nariz para que ele fique mais “elástico”, ou seja, para que consiga assimilar mais aromas num curto período de tempo. E ao contrário do que se diz por aí, fuja dos grãos de café. Eles mais atrapalham do que ajudam, pois acabam se tornando um cheiro adicional para cansar ainda mais o seu nariz. A melhor coisa é cheirar a manga da camisa entre um perfume e outro. A elasticidade do seu olfato virá com o tempo. Não tenha pressa.

Preco Perfume

Depois de desvendar o labirinto olfativo, chega a hora da escolha. “Como é difícil ter gosto caro” dizem alguns. Isso é balela. O que determina o preço de um perfume não é a pureza de seus ingredientes nem sua fórmulas secreta. Preço é basicamente resultado do posicionamento da marca. Calvin Klein aposta nos adolescentes estudantes e com isso vende o bastante para compensar seus preços baixos. Casas de nicho têm “connoisseurs” como público-alvo e, como produzem menos e enfrentam maiores riscos, acabam tendo preço premium que seus clientes estão dispostos a pagar. No entanto alguns perfumes Calvin Klein são melhores que muitos super exclusivos. Uma pessoa pode até argumentar que não usaria um perfume barato por ser mais popular, mas aí a questão é outra.

Pulso Perfume

Não basta usar o perfume perfeito – é preciso fazer com que sua pele faça uso eficiente dele. Daí surge a pergunta: o que é possível fazer para receber mais elogios? Pouco há o que se fazer contra a genética: pessoas clarinhas e de pele seca exalam menos e para elas eu recomendo usar eau de parfum. Já ingestões oral e intravenosa podem ser controladas: alimentos gordurosos e condimentados, álcool, drogas lícitas ou ilícitas e anabolizantes prejudicam a interação da fragrância com a pele. Externamente, aplique a fragrância em pontos quentes do seu corpo sem esfregar. Em tempo: não aplique nos pulsos e sim no dorso das mãos. Assim você evita a perda de perfume no contato com superfícies, a fricção que danifica a estrutura molecular do líquido e a transferência para pessoas que você cumprimentar com as mãos durante o dia.

Sexo Perfume

Você já viu o piu-piu de algum perfume? Este talvez seja o maior dos mitos. É óbvio que uma fragrância não tem sexo. Existem apenas associações e marketing. Se tivéssemos apenas olfato e não fizéssemos associações, não compraríamos perfume. Compramos porque nos remete a algo que idealizamos. Embora cada pessoa tenha as suas próprias memórias infantis, algumas são de domínio coletivo. No geral, ylang-ylang dá um ar de mulher velha e aldeídos de senhora chique. Lavanda e pinho lembram vovôs, assim como couro e tabaco lembram caubóis. É difícil se desfazer dessas associações tão fortes, mas algumas pessoas conseguem, com a sua atitude, transpor essas barreiras. Do ponto de vista de marketing, o termo “pour homme” ou “for men” foi introduzido para criar uma autorização psicológica para o público masculino. Felizmente a tendência atual é de fragrâncias unissex.

Conservacao Perfume

Nós aprendemos nas aulas de química no colegial que o calor e a luz alteram a estrutura molecular das substâncias. Então imagine o que o calor e a luz podem fazer com algo tão delicado quanto um perfume. Idealmente, frascos devem ficar dentro de suas caixas e em local arejado. Há quem guarde suas fragrâncias prediletas (especialmente vintages) na geladeira. Deixar frascos de perfume em cima da pia do banheiro certamente encurtará sua vida útil. Você vai começar a perceber que as notas iniciais se perderam e que a projeção ficou comprometida. Portanto, quando se fala em prazo de validade de dois anos, basicamente são nessas condições. Sua fragrância pode durar mais do que você se mantida nas condições ideais de armazenamento.

Agora você já sabe: perfume e grãos de café não se misturam, preço tem pouca relação com a qualidade do líquido, fragrância não tem sexo, pulso não é lugar pra borrifadas e quem tem que arder sob os holofotes é você e não o seu frasco.

É claro que tudo que se diz respeito ao mundo dos perfumes é subjetivo. Mas é exatamente isso que o torna tão fascinante e muitas vezes polêmico.

Daniel_Barros Curtiu
Daniel Barros
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Comente pelo facebook
5 comentários
  1. thais heitor  18/04/2014 - 19h25

    Clap,Clap,Clap!
    merece uma salva de palmas!
    post muito bem feito e muito bem explicado!

  2. Vanessíssima  06/05/2014 - 14h45

    Não abro mão de aplicar no pulso, viu? No dorso me complica a vida porque a gente lava as mãos e adeus. Antes um pássaro na mão (ou melhor, no pulso) do que dois voando. rs

  3. Pedro Cristiano  30/05/2014 - 22h26

    Muito bom! mais uma grande resenha!

  4. Luan Jeremias  06/07/2014 - 15h12

    Informações precisamente úteis. Adorei o post! Aliás, o conteúdo todo do site está de parabéns.

    • Tonanni  21/07/2014 - 23h22

      Obrigado Luan! Abraço!

Se inscreva no mailing!
Seja convidado pra eventos e receba atualizações!